segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

BY BY DEFENDER

O ultimo Land Rover Defender deixou a linha de produção no dia 29/01/2016.  Depois de 68 anos em produção o Defender deixou de ser produzido, como já havíamos falado aqui
Acompanhem o último carro na linha de montagem.










Fotos: Bloomberg

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

DUESEMBERG MORMON METEOR 1935 - BEST OF SHOW

Este belíssimo Duesemberg "Mormon Meteor", vencedor de vários prêmios, conquistou o título de The Best of Show no 2016 Arizona Concours D'Elegance.
Saiba mais clicando aqui .


Fonte/foto: Hemmings Daily

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

2º CLÁSSICOS BRASIL - 2016

Iniciou no sábado 23/01 e encerra hoje 25/01, no Clube Hípico Santo Amaro na cidade de São Paulo o Clássicos  Brasil 2016, onde os melhores veículos antigos produzidos no Brasil estavam expostos.
Uma das principais atrações foi o Opala Las Vegas 1972, carro conceito lançado no Salão do Automóvel daquele ano, portanto veículo único e que foi primorosamente restaurado pelo amigo Jefferson Pereira, diretor regional da FBVA para Santa Catarina.
As fotos me foram cedidas pelo meu amigo Edu além das fotos do interior e traseira do Opala Las Vegas que me foram cedidas pelo próprio Jefferson quando o carro ainda estava em Santa Catarina.
O carro ficou "escondido" em uma caixa que somente foi aberta ao público no domingo pela manhã, 
Junto ao carro havia um banner explicando a história do "Las Vegas":
 "Apresentado no Salão do Automóvel de 1972, o Opala Las Vegas , uma versão do Gran Luxo, foi fabricado,conforme estudo da numeração do chassi, entre os meses de setembro e outubro de 1972, o modelo exclusivo apresentado pelo departamento de marketing da General Motors veio equipado com, meio teto de vinil, interior branco, painel verde entre outros detalhes exclusivos. Antecipou o estilo que marcaria a linha Opala e se tornou sinônimo, todos os Opalas equipados com meio teto de vinil são conhecidos popularmente como Teto Las Vegas!!! 
Acessórios e equipamentos :

- Meio teto de Vinil
- Grades e lanternas traseiras "exclusivas"
- Emblemas exclusivo na coluna "Las Vegas"
- Grade dianteira exclusiva
- Faróis auxiliares fixados na grade dianteira
- Console central da marca Zune
- Luz cortesia para passageiros do banco traseiro
- Retrovisor cônico posicionado na parte superior do paralamaa dianteiro esquerdo
- Calotas da Veraneio porém aro 14 fabricadas com exclusividade para o modelo pela Glicério
- Bancos dianteiros individuais da marca Procar-Probel
- Encosto de cabeça no banco traseiro.

Desde então o carro pertence ao colecionador Jefferson Pereira de Itajai/SC que buscou durante todo este período informações literárias, imagens e testemunhos com objetivo de finalizar a restauração mais perto do original possível."

OPALA LAS VEGAS






Fotos da Revista Quatro Rodas durante o Salão do Automóvel em 1972



Além de diversos modelos brasileiros que marcaram época.































Belo evento, espero estar lá no próximo ano.

domingo, 24 de janeiro de 2016

VW 1300 L 1980 - ENCONTROU UM DONO

Meu amigo Ricardo, veja no blog dele  , recebeu o presente de Papai Noel atrasado. Comprou este belo VW 1300 L 1980 com apenas 85.0r00km. Se o carro já era bom, nas mãos do Ricardo vai ficar ainda melhor.
Parabéns pela aquisição.

http://blogdocarraosocarrao.blogspot.com.br/?m=1

terça-feira, 19 de janeiro de 2016

MIURA 1986

Aldo Auto Capas era uma fábrica de bancos esportivos para automóveis em Porto Alegre-RS, de propriedade de Aldo Besson e Itelmar Gobbi.
Pois a fabrica de bancos transformou-se em uma fábrica de automóveis, os automóveis Miúra.



Iniciada em 1976 produzindo o Miúra com mecânica da VW Brasília, no qual já falei aqui, o carro evoluiu e em 1986 produziam os Miúra Saga, Miúra Targa e Miúra Spider, sendo que o Saga era considerado o top de linha, devido aos vários equipamentos de série.

Faróis escamoteáveis.


Aliás os equipamentos eram surpreendentes para a época pois o carro até falava. Uma voz sintetizada por computador indicava que o motorista e passageiros deveriam atar o cinto de segurança, completar o tanque de combustível, travar as portas ou mesmo soltar o freio de mão. Interior refinado e um completíssimo painel que continha até mesmo uma pequena TV e portas que abriam por controle remoto, não havia fechadura externa.



Motor VW 1.8


Equipado com o motor 1.8 do Santana, o Miúra possuia freios a disco nas quatro rodas, pneus 195/60 -14 e rodas de liga leve.
Agora o Miúra não usava mais o chassi VW e sim um chassi tubular, mas a carroceria continuava sendo produzida em fibra de vidro.

Fonte: Revista Quatro Rodas