quinta-feira, 23 de maio de 2013

TESTE - SUZUKI GT 380 M

Quando falei aqui sobre motos de média cilindrada ficou faltando o teste da Suzuki GT 380 M.
Em meados de 1976, já preocupada com a restrição as importações, a Suzuki pensava em produzir motos aqui no Brasil. Falou-se até numa associação com a Hatsuta, fábrica de  implementos agrícolas e pulverizadores do interior de São Paulo, mas o negócio não chegou a se concretizar.

A GT 380 era uma moto com características esportivas mas podendo ser usada na cidade devido a sua boa maneabilidade. De linhas muito parecidas com sua irmã maior, a GT 550, era considerada moderna e agressiva. Um ponto positivo era seu bom acabamento, equiparava-se aos de motos de maior cilindrada.
Seu painel em preto fosco contava com velocímetro com odômetros parcial e total, além de contagiros. Mas  tinha um diferencial se comparado às motos da mesma categoria: indicador digital da marcha que estava engatada.


Dois pecados dela é que não tinha partida elétrica e seu farol era deficiente.
O interessante era seu motor dois tempos, um três cilindros paralelos tinha 337 cm³ com 37 CV fazendo-a atingir uma velocidade máxima de 156 km/h. Levava 9,15 s para atingir os 100 km/h e era lubrificado pelo sistema CCI.

Câmbio preciso de seis marchas, porém um pouco longas,  prejudicava suas retomadas. De 40 a 100 km/h  em 6ª marcha levava longos 25,3 s.
Na cidade chegava a fazer 17,7 km/l de gasolina e gastava 1 litro de óleo a cada 895 km. Na estrada chegava a fazer 21,8 km/l.
Suspensão dianteira com garfos telescópicos e traseira com garfo oscilante, amortecedores hidráulicos e molas helicoidais. 
Freio dianteiro a disco e traseiro a tambor. Rodas aro 19 na frente e 18 atras. Pneu dianteiro 3.00S 19-4PR, traseiro 3.50S 18-4PR
Tanque de gasolina15 litros, incluindo 4,6 de reserva e tanque de óleo dois tempos com capacidade para 1,2 litros. Peso 171 kg.
Seu preço em julho de 1976 era de Cr$ 56.340,00. O Dodge 1800 (Doginho) custava Cr$ 49.271,00, o Ford Corcel Standard 2 portas Cr$ 48.470.00, o Chevette Especial Cr$ 44.386,00 e o VW Sedan 1300 Cr$ 35.295,00.

Fonte: Revista 4 Rodas

6 comentários:

  1. Jose Carlos Elias Ferreirasexta-feira, 24 maio, 2013

    Lembro bem desse detalhe, moto importada, era para quem tinha muita grana!
    Mesmo em médias cilindradas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Zé Carlos, o máximo que consegui ter na época foi uma Honda CG 125 1977 que meu pai comprou pra mim na extinta Hermes Macedo.
      Graaaaaande abraço!

      Excluir
  2. O ronco do motor 2 tempos 3 cilindros era algo muito especial, tarde da noite, na cama, eu escutava um vizinho se aproximando há quilômetros... Eu torcia para ele vir "por conta", trocando marchas com vontade, com os giros lá em cima!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rafael, os 3 cilindros realmente faziam a diferença. Ao invés de você contar carneirinhos contava Suzuki.rsrsrsr. Bons tempos.
      Graaaaande abraço!

      Excluir
  3. Boa tarde, Mazinho
    Gostaria de uma ajuda tenho uma gt 380 1974 e preciso de anel e pistão 0,75 para comprar você poderia me indicar alguma loja ou caso você tenha para venda me avise 33-84021171 claro/33-99784554 vivo todos whatsapp. aguardo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Eduardo! Veja em www.motosantigas.com.br na seção de peças para Suzuki.
      Graaaaaaande abraço!

      Excluir